Produtos para Isolamento do Som

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Os sons têm dificuldade de atravessar meios heterogêneos, devido aos padrões vibratórios diferenciados dos materiais que os constituem. Essa dificuldade é ainda maior quando tais materiais apresentam alta densidade superficial, ou seja, mesmo sendo finas lâminas, como as chapas de CRFS, a massa que comportam é proporcionalmente grande, por unidade de área. Além disso, tanto maior será a isolação sonora quanto maior for a capacidade dos materiais refletirem os sons de volta, para o meio de onde vieram, na propagação através do ar.

O Painel Wall Eternit é uma solução de pequena espessura e baixo peso, facilmente trabalhável, capaz de substituir com vantagens alguns tipos de alvenaria, no confinamento de máquinas ruidosas nas indústrias e em diversas outras aplicações, por incorporar três princípios importantes da boa isolação sonora:

• a heterogeneidade de materiais, uma vez que seu miolo é de madeira e as suas faces externas são em CRFS;
• a alta densidade dos materiais, particularmente das chapas lisas em CRFS;
• a alta relevância sonora do acabamento liso das superfícies das suas faces.

O Painel Wall Eternit é bem-sucedido numa das maiores dificuldades dos tratamentos acústicos, que é a redução de ruídos em componentes graves, ou baixas freqüências. São freqüências menores do que 200 Hz, com grandes comprimentos de onda, própria de equipamentos de grande porte, como compressores industriais, centrais de ar condicionado, etc.

Especificação

O Painel Wall Eternit é composto de miolo de madeira maciça, laminada ou sarrafeada, contraplacado em ambas as faces por lâminas de madeira e externamente por chapas lisas em CRFS (Cimento Reforçado com Fio Sintético). O processo de industrialização dos painéis constitui-se da prensagem especial dos componentes a alta temperatura, resultando em um produto de características técnicas de comprovada qualidade.

Características Técnicas

Desempenho do Painel Wall Eternit nas frequências:

O Índice de Redução Sonora exprime o abatimento no nível sonoro, em decibéis, proporcionado pelos Painéis Wall Eternit, numa faixa de freqüências.

- Baixas Freqüências - desempenho do painel quanto à isolação sonora em baixas freqüências apresenta bons resultados equiparando-se a uma parede de blocos cerâmicos de vedação, com 140 mm, revestida em ambas as faces.
- Médias Freqüências - o Painel Wall Eternit continuou apresentando resultados comparáveis aos de alvenarias mais espessas e pesadas. As médias freqüências situam-se entre os sons graves e os agudos, podendo ser ouvidas como sons propriamente ditos, ou como componentes predominantes dos ruídos mais corriqueiros, desde os de eletrodomésticos, passando pelos de máquinas de escritório, até os da grande maioria dos equipamentos industriais.
- Altas Freqüências - continuou apresentando muito bom desempenho.

Há duas razões para se ter interesse especial nesses resultados. Uma delas é o fato de referirem-se a sons agudos, que ocorrem como sons propriamente ditos, ou como componentes importantíssimos de ruídos capazes de agredir severamente o ouvido humano, cuja maior sensibilidade situa-se em torno de 3.500 Hz. Descarga de ar comprimido é o exemplo clássico de ruído em altas freqüências. A outra razão é de natureza técnica, uma vez que o bom desempenho em altas freqüências traduz a montagem bem feita da partição, sem juntas abertas, ou frestas mal vedadas, sobretudo nos contatos de fixação dos perfis da estrutura perimetral de suporte dos painéis. Por juntas e frestas podem passar os pequenos comprimentos de onda das altas freqüências, pondo a perder o desempenho acústico da partição, não obstante a boa qualidade dos painéis nesse sentido.

Vantagens

- Alta densidade superficial (ainda que inferior às alvenarias ou concreto), o que lhe confere grande capacidade de isolamento sonoro;
- Facilidade de aplicação e montagem, pois possui sistemas de fixação estrutural simples e permite recortes para passagem de interferências ou adaptações;
- Possibilidade de composição com outros materiais, tanto de acabamento quanto de reforço para o isolamento sonoro;
- Uso adequado tanto no segmento industrial quanto na construção civil, em que questões de estética e integração arquitetônica são importantes;
- Aplicação em diversas formas construtivas dentre painéis ou pisos, como divisórias convencionais, divisórias altas, biombos, enclausuramentos totais ou parciais de equipamentos, barreiras, mezaninos, paredes duplas, pisos flutuantes, etc.

Enclausuramento de Maquinário

É muito comum encontrar galpões industriais com altos níveis de ruído devido à presença de apenas uma única fonte ruidosa: de fato, todo o ambiente é "contaminado" pela propagação sonora dessa fonte ou máquina, implicando que locais potencialmente silenciosos adquiram níveis sonoros de alta magnitude. Nesses casos, e sempre que a instalação permitir, aconselha-se enclausurar ou isolar a fonte ruidosa com o intuito de bloquear a propagação sonora aérea no recinto fechado. Como em casos críticos de níveis de ruído o enclausuramento acústico é a única solução, a utilização de Painel Wall Eternit em cabines de máquinas constitui uma opção atrativa através das vantagens a seguir: alto isolamento acústico, fácil mão-de-obra e manuseio do material, possibilidade de fazer recortes no local, grande variedade de acabamentos, inclusive materiais absorventes.

Exemplo de Enclausuramento de Casa de Máquinas / Refrigeração com o máximo de aproveitamento de espaço.

Divisórias em Paredes Duplas

Utilizando-se duplo Painel Wall Eternit, espaçado no mínimo a 50 mm, com manta ou painel de lã de vidro 20 kg/m na cavidade de ar, pode proporcionar um ganho significativo em termos de "perda na transmissão", principalmente nas médias e altas freqüências.Considerando-se as fontes sonoras tais como conversação, instrumentos musicais em geral, impressoras, máquinas com fortes componentes agudos (serras, esmeris, etc.), a aplicação de uma parede dupla com Painel Wall Eternit, na separação de ambientes que contenham essas fontes, promoverá um alto índice de isolamento sonoro e, em conseqüência, uma qualidade superior de conforto acústico.

 

Divisória Técnica/Alta

A necessidade por privacidade para exercer algumas atividades profissionais, impõe que os ambientes de trabalho sejam separados entre si acusticamente. Muitas vezes estas separações têm de ser executadas em obras já acabadas, em funcionamento ou de difícil acesso aos materiais convencionais. Nos casos em que seja necessário isolar um ambiente silencioso de outro ruidoso, recomenda-se utilizar uma divisória em Painel Wall Eternit, do piso ao teto, como mostra o desenho ao lado. Quando a montagem das divisórias ocorre somente entre piso e forro, cria-se um espaço vazio entre o forro e a laje, por onde o som se propaga.

Biombo Acústico

Biombos acústicos podem ser utilizados em duas situações distintas para enclausurar parcialmente uma fonte de ruído de grandes proporções; e para dividir bancadas de trabalho, confinando o ruído de cada estação. Os biombos apresentam a vantagem de aliar características de isolamento e de absorção sonoras num
único componente acústico. Assim, a face do biombo voltada para a fonte é de material absorvente (lã de vidro,  lã de rocha, espuma, etc.) e o miolo de material maciço, com alta densidade superficial, podendo também as duas faces do biombo serem compostas de material absorvente.

 

Divsória Técnica/Alta e Biombo Acústico.

Porta Acústica

As portas acústicas são elementos essenciais em projetos de controle de ruído. Seja para separação de área ruidosa / área silenciosa, seja para fechamentos de cabines de máquinas ou salas com alto nível de ruído, é preciso que a porta forneça isolamento acústico compatível com o restante da construção.

Mezanino

A questão do acabamento é primordial para evitar a transmissão de ruído de impacto, devido ao trânsito de pessoas e/ou máquinas sobre o piso. Em ambientes industriais, com a presença de agentes agressivos como óleo, poeira e produtos químicos, o mais indicado é aplicar um piso de borracha antiderrapante. Já em ambientes não-industriais, tem-se várias opções: desde carpete, em várias espessuras, até pisos vinílicos flexíveis à base de PVC. O importante é amortecer o choque produzido pelos passos das pessoas e/ou tráfego de equipamentos.

Porta Acústica e Mezanino.

 

 
 
 

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela inativa

Uma dúvida muito comum quando se trata de isolamento térmico e acústico é sobre qual material devemos usar, lã de vidro ou lã de rocha? Vamos tentar tirar suas principais dúvidas nesse artigo. 

A principal característica dos dois materiais é a propriedade de isolante térmico e acústico. Devido as características de isolamento térmico e isolamento acústico, ambos os materiais são usados entre as placas de drywall, forros e entre telhas metálicas ou mesmo entre a laje e o telhado de residências.

Ao especificar, é preciso levar em conta a espessura do sistema e a densidade da lã, para alcançar o desempenho térmico e acústico desejado.

Afinal qual o melhor material para isolamento acústico e térmico, lã de vidro ou lã de rocha?

Primeiramente vamos ver quais as diferenças entre lã de vidro e lã de rocha:

Os produtos basicamente se diferem quanto à matéria-prima utilizada. “Areia para lã de vidro e rochas para lã de rocha”.

Lã de rocha:

  

A lã de rocha é produzida com densidades de 32 kg/m³ a 160 kg/m³.

A principal característica da lã de rocha é a resistência à ação do fogo – assim, pode também ser destinada à proteção passiva contra incêndio em estruturas metálicas, selagem corta-fogo de shafts, selagem da pele de vidro (fire stop) e em dutos de pressurização de escada.

Preço da lã de rocha
MaterialPreço por pacote 6.48 m²
Lã de rocha 32Kg/m³ 50mm de espessura R$ 135,00
Lã de rocha 48Kg/m³ 50mm de espessura R$ 195,30
Lã de rocha 64Kg/m³ 50mm de espessura R$ 231,00
 

PA-ROCK®

DESCRIÇÃO
Os painéis PA-ROCK® são compostos por longas fibras isolantes minerais (rocha), entrelaçadas e aglutinadas com resinas especiais.

Desenvolvidos para o uso na construção civil, objetivando a alta atenuação sonora, estes painéis semi-rígidos, por serem incombustíveis, também aumentam a resistência da vedação ao fogo.

APLICAÇÃO 
O PA-ROCK® é utilizado como miolo, dentro de paredes e divisórias construídas em:
- sistema drywall (gesso acartonado);
- chapas cimentícias;
- madeiras OSB;
- alvenaria convencional.

É também empregado sobre forros para melhorar seu desempenho acústico.

PROPRIEDADES 

Acústica: redução de ruídos, excelente absorção acústica nas médias e altas freqüências, que são críticas para as divisórias internas e forros na construção civil. Testes realizados em laboratório comprovam uma redução sonora de até 10 dB nos sistemas drywall, ou seja, 68% superior às mesmas paredes sem isolamento. 

Incombustível: alta resistência ao fogo. Constituídos por fibras minerais inorgânicas e incombustíveis, os painéis PA-ROCK® aumentam a resistência ao fogo em paredes de gesso acartonado (sistema drywall). 

Conforto Térmico: por possuir baixos coeficientes de condutividade térmica, os painéis PA-ROCK® proporcionam conforto térmico, reduzindo a passagem de calor por forros de gesso, madeira, PVC, metal etc. 

Fácil instalação: extremamente leves e auto-portantes, podem ser facilmente cortados com faca para ajustes e acabamentos na obra. 

Tecnologia: 
Produzido pelo processo Spinning, e com Sistema de Qualidade certificado de acordo com a norma NBR ISO 9001:2000. 

Resiliência: recuperam a espessura original após a retirada da força que causou a deformação.

Resistência à água: a lã de rocha THERMAX® é repelente à água devido aos aglomerantes adicionados ao produto, preservando as características originais depois de seca.

Saúde: material não classificável como cancerígeno: Grupo 3, segundo classificação da IARC (International Agency for Research on Cancer), órgão sediado em Lyon (França), pertencente à Organização Mundial de Saúde (OMS) e subordinado à Organização das Nações Unidas (ONU).

COMPORTAMENTO AO FOGO (Método de ensaio: ASTM E 84)
Índice de propagação superficial de chama: flame spread = 0 
Índice de propagação de fumaça: smoke developed = 0

ESPECIFICAÇÕES

Comprimento
(mm)
Largura
(mm)
Espessura
(mm)
1350
600
25, 40, 51, 63, 75, 100
Dimensões especiais sob consulta 

CONDUTIVIDADE TÉRMICA (kcal/m.h.°C)
Temperatura de operação (°C)
0
25
50
100
0,028
0,032
0,034
0,039
Dimensões especiais sob consulta

COEFICIENTES ABSORÇÃO ACÚSTICA (ISO/R 354 e ASTM C 423)

Espess.
(mm)
Freqüência (Hz) 
125
250
500
1000
2000
4000
NCR
51
0,20
0,64
0,87
1,02
0,98
0,98
0,88

ISOLAÇÃO SONORA 
- Redução dB
Freqüência (Hz) 
125
250
500
1000
2000
4000
NCR
17
35
47
58
59
47
43
Ensaio IPT 866.084 | Especificação parede: 74/48/600
Freqüência (Hz) 
125
250
500
1000
2000
4000
NCR
23
36
46
55
57
45
45
Ensaio IPT 868.016 | Especificação parede: 96/70/600

Lã de vidro:

  

A lã de vidro é produzida com densidades de 10 kg/m³ a 100 kg/m³.

Apesar de ser incombustível, a lã de vidro possui uma resistência menor ao fogo, sendo necessária, por exemplo, a combinação com outros materiais mais resistentes, como a própria lã de rocha e a lã cerâmica.

Características:

Conforto Acústico

Perfeito para isolamento de paredes em sistemas de construção a seco, o feltro Wallfelt 4+ traz conforto acústico e térmico ao ambientes onde é aplicado. Ou seja, reduz ruídos gerados em ambientes vizinhos e melhora a manutenção da temperatura interna do ambiente.

Sustentabilidade

O processo de fabricação de Wallfelt 4+ utiliza 65% de material reciclado. A capacidade de compactação do feltro permite que o produto ocupe até 4 vezes menos espaço, o que otimiza o transporte e a armazenagem, diminuindo impactos ambientais.

Segurança

A segurança é uma das preocupações da ISOVER ao promover o bem-estar das pessoas em ambientes mais confortáveis e seguros. Por isso, Wallfelt 4+ é resistente ao fogo, retardando a propagação de chamas e facilitando a evacuação em incêndios.

Alta resistência

A lã de vidro é inquebrável e bastante estável, assim, o feltro Wallfelt 4+ é bastante resistente, além de evitar a proliferação de fungos e bactérias.

Fácil instalação

Além da facilidade de transporte e leveza, a família Wallfelt 4+ com pré corte proporciona rapidez de montagem, contribuindo para a redução do prazo para concluir a obra.

Onde utilizar

Indicado para qualquer edificação que utilize sistemas de divisórias internas drywall e steel frame, atendendo à necessidade de aliar conforto acústico e térmico nos ambientes internos.

  

 • É leve, fácil de manusear e de cortar;
 • É incombustível, evitando a propagação das chamas e o risco de incêndio;
 • Não deteriora nem apodrece;
 • Não favorece a proliferação de fungos ou bactérias;
 • Não atacam as superfícies com as quais estão em contato;
 • Não é atacada nem destruída pela ação de roedores;
 • Reduz o consumo de energia do sistema de ar condicionado;
 • Sua capacidade isolante não diminui com o passar do tempo.
 • Alto poder de isolação térmica;
 • Excelente absorção acústica;
        Catálogo Wallfelt 4+
Conclusão:

A lã de vidro é melhor isolante térmico e por ser mais leve que a lã de rocha é a mais usada em forros de drywall.

Já a lã de rocha possui um melhor isolamento acústico por ter maior densidade mas ambas são usadas para as duas finalidades, tanto como isolante térmico como acústico.

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa

Introdução isolamento acústico em drywall

O efeito incômodo e nocivo que o ruído exerce sobre o ser humano já é amplamente estudado e conhecido. Além da perda de audição, que pode ser provocada pela exposição contínua a níveis sonoros altos, outros efeitos são percebidos no organismo como:

aumento da pressão arterial, aceleração da pulsação, dilatação das pupilas, aumento da produção de adrenalina, reação muscular e contração dos vasos sanguíneos, entre outros.

Portanto, o ruído não somente dificulta a comunicação verbal,mas influi diretamente no comportamento fisiológico e emocional das pessoas expostas a ele em qualquer situação e em qualquer ambiente (no trabalho, no trânsito, em casa, no cinema,etc.). Para reduzir os efeitos causados pelo ruído, muitas técnicas e produtos foram desenvolvidos e têm sido usados principalmente na construção civil, visando a adequar os ambientes das edificações às exigências de qualidade ou conforto acústico requeridos,buscando garantir o bem-estar das pessoas que aí vivem ou trabalham.

Causas e soluções

As principais causas de desconforto acústico dentro de uma edificação são os ruídos externos (que são propagados através das fachadas) e os ruídos internos (transmitidos de um ambiente para outro). A solução para esse problema requer o uso de sistemas e materiais destinados à isolação acústica, que minimizem a propagação desses ruídos.

A exigência de desempenho acústico varia de acordo com o tipo de edificação (residencial, comercial ou industrial), o local (urbano, rural, com e sem tráfego intenso de veículos e caminhões ou próximos a aeroportos) e a necessidade e sensibilidade ao controle de ruídos das pessoas que convivem dentro e ao redor da edificação considerada.

Nesse sentido, cada projeto deve ser elaborado em função da qualidade acústica requerida, buscando, ao mesmo tempo, satisfazer da melhor forma possível as necessidades estéticas, decorativas e funcionais de arquitetura.
Conceitos básicos de acústica

Som
Ocorre quando um meio elástico é perturbado, excitando o sistema auditivo, gerando o fenômeno da audição.

Percepção sonora
Reação do ouvido humano ao som. O ouvido humano percebe sons nas frequências entre 20 e 20.000 Hz.

Frequência
Mede o número de vibrações por segundo e é expressa em hertz (Hz)
Sons graves – 125 a 250 Hz
Sons médios – 250 a 1.000 Hz
Sons agudos – 1.000 a 4.000 Hz
A frequência da voz humana está entre 500 e 2.000 Hz.
A medição do nível de pressão sonora que se assemelha à sensibilidade do ouvido humano é o dB.

Ruído
É uma onda sonora desordenada, ou seja, um som indesejável que pode estar presente no ambiente ou ser transmitido a este. Essa percepção é subjetiva e varia de pessoa para pessoa. Os ruídos podem ser de transmissão aérea ou estrutural.

Conforto acústico
Quando é feito um mínimo esforço fisiológico com relação ao som ou quando o som é agradável à audição.

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
Painel Wall
         
 

Detalhes do Painel Wall

Composto de miolo de madeira laminada ou sarrafeada, contraplacado em ambas as faces por lâminas de madeira, e externamente por placas cimentícias CRFS (Cimento Reforçado com Fio Sintético) prensadas, o Painel Wall Eternit é ideal para atender às novas necessidades do mercado construtivo, que exigem rapidez e racionalização de materiais. Como o processo de industrialização dos painéis constitui-se da prensagem especial dos componentes à alta temperatura, o resultado é um produto de características técnicas de comprovada qualidade.


 

 

Vantagens

• Duplicação do espaço;
• Suporta altas cargas distribuídas (500 kg/m2);
• Menor peso/m2, com menor número de apoios, economizando na estrutura;
• Vence grandes vãos, sem interferir no layout;
• Menor espessura, apropriado para pé-direito reduzido;
• Produto acabado, de fácil manutenção, aceitando vários tipos de acabamento;
• Rapidez e simplificação na montagem e desmontagem;
• Isolamento acústico;
• Isolamento térmico;
• Estanqueidade à água. 


Acabamentos

• Tintas e vernizes;
• Esmaltes sintéticos;
• Revestimentos acústicos;
• Papéis de parede;
• Revestimentos têxteis/cortiças e aços escovados;
• Revestimentos à base epóxi;
• Lâminados melamínicos;
• Revestimentos cerâmicos/azulejos;
• Rebocos minerais;
• Resinas acrílicas;
• Pisos de borracha;
• Pisos vinílicos.


Aplicações

• Mezaninos;
• Paredes/divisórias técnicas;
• Paredes duplas;
• Paredes elétricas e hidráulicas;
• Paredes altas;
• Fechamentos externos;
• Shafts;
• Contêineres;
• Confinamentos acústicos;
• Sanitários;
• Lajes secas.

Dimensões

Espessura (mm) Largura (m) Comprimento (m) Área (m²) Peso (kg)/m²
40 1,20
1,20
1,20
1,20 

2,10*
2,50
2,75
3,05

2,52
3,00
3,30
3,66 
32,00
32,00
32,00
32,00 
55 1,20
1,20
1,20
1,20 

2,10*
2,50
2,75
3,05

2,52
3,00
3,30
3,66 
37,51
37,51
37,51
37,51 
 

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

A lã de rocha THERMAX® é produzida a partir de matérias-primas abundantes na natureza (rocha basáltica e outros minerais) e recicladas (escória metalúrgica). Após sua fusão a 1500ºC, estes minerais são transformados em fibras por centrifugação.

Estas finas fibras (6 – 8 micra) são, então, aglomeradas com resinas especiais e aditivos que proporcionam espessuras controladas e propriedades de repelência à água e ausência de poeira.

Estas características únicas da lã de rocha THERMAX® resultam no mais efetivo material para isolamento térmico e acústico, e para proteção contra o fogo.

Baixa condutividade térmica: o baixo coeficiente k ou λ em larga faixa de temperatura (-270 à +750ºC) resulta em elevada economia de energia.

Alta resistência à temperatura e ao fogo: o ponto de fusão das fibras é acima de 1100ºC e a temperatura máxima recomendada para operação contínua é de 750ºC

 

  

Incombustibilidade: aprovada em todos os testes internacionais como incombustível.

Não queima nem emite fumaça: quando em contato com chama, não queima nem emite fumaça tóxica como as espumas plásticas (poliuretano, EPS/Isopor, PVC etc.).

Redução sonora e de ruídos: alta absorção sonora atingindo 100% em várias freqüências. Pode ser aderida a vários revestimentos e acabamentos para fins acústicos e estéticos.

Quimicamente inerte: pode ser usada em contato com todos os materiais. Não causa corrosão.

Fácil manuseio: extremamente leve, é facilmente cortada e instalada.

Várias densidades: de 32 kg/m³ a 200 kg/m³, dispõe de produtos leves e flexíveis, até muito rígidos.

Produto especial sob encomenda: diversas dimensões, espessuras, formatos e revestimentos.

Melhor relação custo-benefício: todos estes benefícios nos melhores prazos e condições comerciais.

A ROCKFIBRAS fabrica a lã de rocha THERMAX® através do processo Spinning, comparado tecnologicamente aos maiores produtores mundiais, com os quais mantém intercâmbios técnicos.

O Sistema de Qualidade é certificado de acordo com a norma NBR ISO 9001:2008.

 

 

Subcategorias

O isolamento protege o usuário das interferências de ruídos, tanto internos quanto externos, pois ele tem o objetivo de barrar a entrada e/ou saída dos ruídos entre cômodos de um apartamento, por exemplo. Também tem a função de barrar os ruídos de dentro para fora, caso típico de casas de shows, casa noturnas, bares e restaurantes que não podem deixar o som invadir a vizinhança.

Existem produtos para isolamento sonoro que podem ser aplicados em  pisos, paredes, forros, tubulações hidráulicas e muito mais. Geralmente, estes produtos fazem parte de um sistema isolante, portanto, na maioria das vezes, não ficam aparentes no ambiente. Um exemplo disso é a própria lã de vidro, elemento indispensável para garantir o isolamento acústico entre os ambientes.

Diferencial de mercado Portas Acústicas

 Não necessita de quebra de alvenaria;

  •  Não necessita chumbar o batente na alvenaria;
  •  Não gera entulho e não necessita de pedreiro.
  •  Sistema de moldura de acabamento, onde o batente envolve o perímetro de abertura da alvenaria.
  •  Provida de guarnição para acabamento da parte posterior, garantindo ótimo acabamento.
  •  Soleira em aço inox.
  •  Sistema de guilhotina para fechar o vão entre soleira e a porta. (vedação ruídos, ar condicionado e insetos)

 

As portas podem ser providas de visores acústicos quadrados, retangulares, redondos, etc, com vidro simples, duplo ou triplo.

São utilizadas em casas de máquinas em geral, salas de grupos gerador, salas de ar condicionado, laboratórios, estúdios, cabinas acústicas, salas de audiometria, salas de reunião, salas de computadores, teatros, cinemas, escritórios em geral ou em qualquer outro ambiente que se deseje conforto acústico ou privacidade.

 

PORTA ACÚSTICA EM MADEIRA

 

São totalmente fabricadas em madeira, batente e folhas.

O miolo pode ser executado em madeira maciça, gesso, lã mineral ou misto para atender a isolação acústica desejada.

O batente é maciço e usinado para execução dos alojamentos das folhas, perfil de borracha, dobradiças, etc.
As dobradiças são reforçadas, com anel elástico em bronze e parafusadas no batente e nas folhas.

As portas acústicas podem ser executadas em quaisquer dimensões e as folhas podem ser simples ou duplas, conforme o vão existente.

 

PORTA ACÚSTICA METÁLICA

 

Normalmente, são utilizadas em áreas industriais podendo ser executadas em chapa de aço carbono, chapa de aço galvanizada ou aço inox.
As fabricadas em chapa de aço carbono são utilizadas em áreas abrigadas. As fabricads em chapa de aço galvanizadas são utilizadas em áreas ao tempo e as executadas em aço inox são utilizadas em ambientes agressivos.

O batente é executado em tubos industrial, secção retangular, e fixado na alvenaria através de chumbadores expansivos ou assentado com cimento.

As faces das folhas de portas são metálicas e o miolo pode ser maciço em madeira, gesso, lã mineral, chumbo ou misto, dependendo da isolação acústica desejada.

A vedação batente / folha é executada com perfil de borracha com alma de aço em todo contorno podendo ser simples, dupla ou tripla.

A porta acústica pode ser executada em folhas simples ou dupla, dependendo do vão existente.

 

Especificações das portas

 

 

Espessura da porta acústica

 

Folha da porta, entre 40 a 100 mm conforme a necessidade de isolação acústica.

 

Compressão para vedação acústica

 

Trincos de pressão de engate rápido.

 

Peso da porta acústica

 

Aproximadamente, folhas das portas entre 20 a 60 kg / m².

 

Acabamento da porta acústica

 

O acabamento pode ser em pintura, laminados diversos, vernizes diversos, revestimento em aluminio, aço galvanizado, aço inox polido, PVC ou outro acabamento que atenda as necessidades estéticas do ambiente.

 

Isolamento Acústico

 

A isolação acústica (STC) varia de 20 dB a 50 dB, sendo que, a tabela abaixo fornece valores isolação acústica (Hz / dB) para orientar na escolha que melhor atenda as necessidades de projeto.

 

 

  63 125 250 500 1000 2000 4000 8000 (Hz)
STC 20 07 10 20 22 24 25 30 34
STC 30 10 15 28 29 32 34 41 47
STC 40 14 18 37 38 40 43 48 52
STC 50 19 25 40 46 49 52 55 59

A Acústica Brasília lança visores acústicos em aço. O produto é ideal para paredes de estúdios de gravação, salas de ensaio, casa de máquinas, etc.

Principais características: visor com vidro de 8 ou 10 mm, quadro em chapa de aço carbono, câmara interna desidratada e acabamento interno em chapa perfurada galvanizada.
Os batentes em aço são mais resistentes que os de madeira. Por isso, é possível fabricar visores maiores com menor movimentação dos batentes na instalação e com menor risco de quebra do vidro.  

Acompanha a mesma estética das portas acústicas fabricadas pela Acústica Brasília te permite instalar os visores com maior profundidade.

 

Isolação de 40 e 50 dB.

A Acústica Brasília fabrica visores acústicos sob medida e de tamanho padrão.
Para consultar o preço de nosso Visor Seriado, 

 

Galeria de fotos: